Cirurgia da Obesidade, Redução de Estômago

Balão

Balão intra-gástrico

Obesidade é uma doença  que acarreta diversas outras doenças graves como Diabetes, Hipertensão Arterial, Dislipidemia e Esteato-hepatite não alcoólica ( “gordura no fígado”), além de aumento no  risco de infarto do coração e derrame.  Sendo assim, o tratamento do excesso de peso é de suma importância.

 O QUE É O BALÃO INTRA-GÁSTRICO ?

O balão intra-gástrico é um dispositivo de silicone que é posicionado dentro do estômago através de endoscopia e preenchido por Solução Fisiológica e Azul de Metileno ( corante ) num total de 400 a 700 ml com período de permanência de até 6 meses.  O balão age ocupando espaço dentro do estômago  com consequente sensação de saciedade precoce, ou seja, o paciente sente menos fome e já se sente satisfeito com pequenas porções de alimentos.   Assim como em qualquer outro método de emagrecimento, é  fundamental o acompanhamento multidisciplinar com profissionais capacitados: reeducação alimentar, avaliação e suporte psicológico, realização de atividade física regularmente e orientação fonoaudiológica. Isso define o sucesso!

Balão

Está indicado para pessoas com Índice de Massa Corporal ( IMC ) maior ou igual a 27 kg/m2 , nos obesos mórbidos que apresentem contra-indicação para cirurgia bariátrica e naqueles que precisem perder peso no pré operatório para redução de riscos de complicações. Está contra-indicado em pacientes com hérnia de hiato volumosas, com história prévia de cirurgia gástrica , uso de anti-coagulantes e anti-inflamatórios, anomalias da faringe e esôfago, varizes de esôfago, distúrbios psiquiátricos e gravidez.
O preparo consiste numa avaliação médica minuciosa, realização de exames de sangue e endoscopia digestiva alta, avaliação psicológica, nutricional e fonoudiológica .
É feito ambulatorialmente, sem necessidade de internação. Um médico anestesista sempre acompanha a colocação e retirada do balão. O paciente fica em observação nas primeiras horas após a colocação.
Nos primeiros dias deverá fazer dieta líquida para melhor adaptação ao balão e então aumento progressivo da consistência dos alimentos, tudo sob orientação da nutricionista. Atividade física geralmente é liberada após 07 a 10 dias e deverá consistir em musculação associada a atividade aeróbica. “Malhar” será o grande diferencial no resultado. O retorno ao trabalho geralmente ocorre após 2 ou 3 dias.
É comum sentir nas primeiras 48 a 72 horas , náuseas, vômitos e dor abdominal. Serão administrados medicamentos para minimizar tais efeitos indesejáveis e será orientado a usar medicamentos em casa também. Eventualmente pode apresentar um pouco mais de azia ou gases. Existe risco de perfuração espontânea do balão, algo muito RARO. Por isso, deve-se ficar atento à coloração da urina. Caso saia azulada, é sinal que o balão perfurou e vazou. Neste caso, é importante retira-lo no prazo de até 72 hs para se evitar um quadro de obstrução intestinal , uma complicação cirúrgica. Outras possíveis complicações estão relacionadas ao próprio procedimento endoscópico e sedação, por isso SEMPRE há acompanhamento de médico anestesista experiente para maior conforto e segurança do paciente. NÃO há alteração no tamanho do estômago e também NÃO há alterações fisiológicas .
A perda de peso é mais rápida nos primeiros 4 meses pós colocação de balão, depois ocorre leve redução na velocidade de perda. Por isso, reafirmo de novo: malhar é super importante. O objetivo é trocar massa gorda por massa magra e evitar o reganho de peso : o exercício é o grande diferencial nesse aspecto. Perde-se em média 45 % do excesso de peso ( 10 a 30 kg ) em 6 meses. OBJETIVO A meta é o emagrecimento saudável, com mudanças de hábitos e melhora na qualidade de vida. Ter uma boa vida… BOA E LONGA VIDA !… VIDA LEVE !